Programa jovem candango abre mais 1.400 vagas

O Jovem Candango é um programa direcionado aos jovens do Distrito Federal e nos últimos anos já atendeu quase cinco mil adolescentes.

Idealizado pelo deputado distrital Agaciel Maia, o programa Jovem Candango no Distrito Federal está recebendo a partir desta segunda-feira, dia 2, e vai até o dia 11 deste mês, inscrições para ocupar 1.400 vagas nos órgãos do Governo.

Os selecionados irão atuar em órgãos do governo durante 16 meses e farão curso técnico de auxiliar de escritório, no horário contrário ao que estudam.

Para se inscrever, os interessados devem acessar o site do programa (www.jovemcandango.com.br), ter de 14 a 18 anos e estar cursando o ensino fundamental ou ensino médio na rede pública de ensino ou ser bolsista em instituição privada. A família deve ter uma renda per capita de meio salário mínimo ou renda familiar de até três salários e estar inscrito no Cadastro Único dos Programas Sociais (CadÚnico).

Aqueles que forem contratados vão receber 2/3 do salário mínimo, vale alimentação, vale transporte, décimo terceiro, férias, abono, seguro de vida, uniforme e crachá.

História

Mesmo antes de assumir seu primeiro mandato como deputado distrital na Câmara Legislativa, em 2010, Agaciel Maia já tinha história para contar sobre seu trabalho em favor dos jovens. Quando esteve à frente da Gráfica do Senado Federal, Agaciel Maia desenvolveu um trabalho que acolheu diversos adolescentes.

Segundo conta o parlamentar, muitos eram jovens que estavam em vias de cair na marginalidade. Com o trabalho na gráfica, como aprendizes gráficos, muitos daqueles jovens hoje são profissionais altamente capacitados e pais de família.

E o trabalho desse guerreiro não parou por aí. Assim que assumiu seu mandato na Casa de Leis do DF, Maia se empenhou para que o governo implantasse o Jovem Candango, programa que teve início em 2013 e agora dá oportunidade do primeiro emprego e continuação dos estudos para muitos jovens entre 14 e 18 das diversas cidades do DF.

Estágio social

Agaciel Maia, que é o atual líder de governo, agora quer que o governo faça a implantação do estágio social, privilegiando quem está no cadastro único. A proposta foi apresentada ao governador, sugerindo também a criação de um mecanismo para colocação desses jovens no mercado de trabalho, dando, assim, oportunidade a quem precisa de oportunidade. Para o distrital, a colocação no mercado de trabalho tem que estar atrelada ao estágio social e ao jovem candango.